FASUBRA defende CPI do MEC em reunião com o presidente da Comissão de Educação

A FASUBRA Sindical se reuniu com o senador Marcelo Castro (MDB/PI), presidente da Comissão de Educação, nesta quinta-feira (30/06), para discutir uma atuação conjunta na defesa da CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) do MEC. Na ocasião os representantes da Federação manifestaram seu total apoio à instalação da CPI e se colocaram à disposição para ajudar a pressionar o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD/MG).

O senador agradeceu o apoio, manifestou a sua indignação com as denúncias de corrupção no MEC e disse que defende incondicionalmente a instalação. Porém, segundo Castro, isso dependerá de pressão junto ao presidente do Senado já que ele poderá colocar a CPI do MEC na fila das solicitações de CPIs na Casa.

Marcelo Castro afirmou, ainda, que os parlamentares da oposição lutam para que esta CPI seja a primeira a ser instalada. O senador também disse que tem travado uma batalha para que o governo não retire verbas da educação e que encaminhou uma emenda para repor os cortes feitos no orçamento da educação.

A emenda prevê a retirada, do Teto de Gastos em 2022, dos valores atualmente contingenciados no Ministério da Educação, até o limite de R$ 1,6 bilhão, e no Fundo Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico – FNDCT, até o limite de R$ 2,5 bilhões. Veja a emenda na íntegra.

Na reunião, a representação da FASUBRA ainda se colocou à disposição para construir em conjunto com o senador uma audiência pública na Comissão de Educação do Senado para debater os cortes de verbas nas universidades e demais ataques.

Texto e Foto: FASUBRA

Postagens recentes

Geral

14 de agosto –  Dia dos Pais

A Assufsm deseja a todos os Pais, responsáveis, mães solo, tios(as), avós e demais pessoas que realizam esse papel, um dia de muita alegria com

Ler mais »

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.