Filiados e filiadas repudiam proposta oferecida pela Unimed

Nesta quinta-feira (19), filiadas e filiados à Assufsm se reuniram no Auditório do prédio 18 para uma assembleia com pauta única: o reajuste da Unimed. Em regime de votação, os presentes repudiaram a oferta da operadora de saúde e definiram como proposta, de forma unanime, o reajuste entre 7% e 10%.

Desde maio deste ano, a Assufsm vem negociando o reajuste anual com a Unimed (ver aqui). Inicialmente, com a justificativa de ter um déficit de 2 milhões de reais, a prestadora ofereceu o valor de 79%, e apenas diante da recusa do sindicato, apontaram o índice em torno de 30%. A partir da análise das planilhas apresentadas pela Unimed, o escritório Dutra e Trentin Advogados e Associados, que representa a parte tributária do sindicato, orientou para os filiados e filiadas um reajuste de até 7%.

Na última reunião realizada na Sede da Unimed, no dia 12 de julho, a Assufsm apresentou o valor orientado e em contrapartida, a Unimed ofereceu um reajuste de 15% e propôs um adendo ao contrato. Neste estaria estabelecido que todo e toda usuária deveria passar por uma triagem com um clínico geral específico, anterior a consulta ao especialista. Só a partir desta análise que então seria encaminhado para um médico ou médica responsável pela especificidade anteriormente detectada, não sendo necessariamente o profissional que já vem acompanhando o (a) paciente.

Durante a assembleia, a coordenadora financeira e patrimonial da Assufsm, Maria Loura Silveira, integrante da comissão de tratativas com a Unimed expôs o histórico das negociações, ressaltando que é fundamental que a categoria avalie todos os prós e contras que esta proposta oferece. Logo após, o espaço foi aberto para que os filiados e filiadas debatessem sobre o assunto. Unanimemente todas as inscrições se posicionaram contrárias a proposta oferecida pela Unimed e ressaltaram que aceitar essa negociação é um grande risco. Na votação, todos e todas presentes votaram desfavoráveis a considerar a possibilidade do adendo, uma vez que este representa um retrocesso ao direito à saúde dos filiados e filiadas.

A assembleia definiu como encaminhamento a contraproposta do índice de reajuste para 10%. Agora o próximo passo é apresentar essa proposta para Unimed para dar continuidade as tratativas. Lembrando ainda que assim que as negociações forem encerradas e o índice for definido, as primeiras mensalidades terão um valor maior devido aos retroativos referentes a maio, mês em que incide o reajuste.

Postagens recentes

Geral

14 de agosto –  Dia dos Pais

A Assufsm deseja a todos os Pais, responsáveis, mães solo, tios(as), avós e demais pessoas que realizam esse papel, um dia de muita alegria com

Ler mais »

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.