Jornada de Lutas com Estado de Greve será de 14 a 25 de fevereiro

A campanha salarial emergencial das trabalhadoras e trabalhadores do serviço público segue esta semana, de 7 a 11 de fevereiro, com a rodada de plenárias estaduais e atividades virtuais pela reposição para todas e todos de 19,99%. As plenárias das categorias vão deliberar sobre o indicativo da construção da greve.

Seguindo o calendário aprovado pelo FONASEFE (Fórum das Entidades Nacionais dos Servidores Públicos Federais), no período de 14 a 25 de fevereiro, será realizada a Jornada de Lutas – em estado de greve, com ações unificadas dos fóruns estaduais e atos nos estados para pressionar a abertura da negociação e dialogar com a população sobre a importância dos serviços públicos e da reivindicação das trabalhadoras e trabalhadores.

Diante da tentativa do governo em conceder reajuste apenas para um setor, as demais categorias do SPFs se organizam para deflagrar greve contra Bolsonaro e em defesa do reajuste salarial. A Jornada de Lutas na segunda quinzena deste mês é uma preparação para a greve geral unificada prevista para iniciar em 9 de março. O conjunto de SPFs buscam um reajuste emergencial de 19,99% (índice correspondente a inflação dos três anos do governo Bolsonaro), sem abrir mão das perdas salariais históricas do período dos governos FHC, Lula, Dilma e Temer que somam mais 30%.

As entidades do FONASEFE e do Fonacate protocolaram ofícios solicitando audiências com representantes do Judiciário, Legislativo e Executivo, para tratar da abertura das negociações e, até o momento, não obtiveram resposta. A pauta de reivindicações também já foi encaminhada ao Ministério da Economia e ao Ministério da Educação. Para a FASUBRA Sindical, só a mobilização unificada poderá alcançar a reposição salarial.

Texto e Foto: FASUBRA

Postagens recentes

Geral

14 de agosto –  Dia dos Pais

A Assufsm deseja a todos os Pais, responsáveis, mães solo, tios(as), avós e demais pessoas que realizam esse papel, um dia de muita alegria com

Ler mais »

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.