VÍDEO: Ato Unificado em Defesa da Vida marca Dia do e da Trabalhadora Brasileira

A Praça Saldanha Marinho foi palco para o Ato Unificado de diversas Entidades Sindicais de Santa Maria no Dia 1º de Maio – Dia do e da Trabalhadora Brasileira. Representantes e dirigentes sindicais participaram pedindo por vacinação já, defenderam a vida, pediram um retorno às aulas presenciais somente após a vacinação da população, defenderam geração de empregos, combate à fome, não à privatização de empresas públicas como a Corsan e o Banrisul, não à reforma administrativa que destrói os serviços públicos (veja porque é importante dizer NÃO a PEC 32) e o Fora Bolsonaro. Além disso, o ato arrecadou alimentos não perecíveis que serão doados às famílias em situação de vulnerabilidade em Santa Maria.

A Assufsm participou do ato através do Comitê Popular em Defesa da Vida, que junto de outras centrais sindicais, organizaram coletivamente o ato, que também tinha como objetivo pedir a vacina contra a Covid-19 para todos e todas e lutar pelo direito dos trabalhadores.

O Coordenador de Comunicação da Assufsm Ciro Oliveira esteve presente e reforça a importância da vacinação nesse momento de pandemia:

“A gente acredita que o processo da vacinação está muito devagar e as aulas presenciais devem retornar depois que todos sejam vacinados para garantir a saúde dos professores, estudantes, servidores e da própria família de cada um. Afinal, os professores estão trabalhando de forma online. Acreditamos que o projeto da reforma administrativa deva ser arquivado, pois a reforma proposta mantém os privilégios de uns poucos e prejudica a maioria, retira a estabilidade facilitando o clientelismo e sucateira os serviços públicos, como saúde e educação”, afirma Oliveira.

A Coordenadora Geral da Assufsm Loiva Chansis também esteve presente no ato e gravou um vídeo para o Setor de Comunicação da Assufsm:

“O dia 1º de maio é para nos organizarmos para luta, mesmo com a pandemia, estamos vivos e estamos defendendo o serviço público, defendendo a vida e a vacinação para que possamos ter o palco da praça cheio, após a vacinação, para seguir lutando pelos nossos direitos. Defendemos o isolamento e o retorno presencial das aulas só após todos(as) vacinados(as). O ato foi uma representação para não deixarmos de lutar todos os dias. Viva o sus, viva a ciência, viva o serviço público e precisamos defendê-lo para que a população tenha garantia de atendimento”, defende Loiva.

Outros coordenadores da Assufsm também estiveram presentes no ato, como o Coordenador Jurídico e de Relações do Trabalho Aldrei Alfaro e o Coordenador de Formação Política e Sindical Eloiz Cristino.

Veja o vídeo na integra:

Além do Comitê Popular em Defesa da Vida, o qual a Assufsm ingressou, também estiveram presentes no ato o Comitê Vacina Já, CUT, CSP Conlutas, CTB, Nova Central e Intersindical. Além disso, entidades de Santa Maria também fizeram parte da organização do ato: Assufsm, CPERS, Sinprosm, Sinpro, Sedufsm, Sindiágua, Sindicato do Comerciários, Sindicato dos Municipários, Sindicato dos Bancários, Sindicato dos Rodoviários, Sindicato da Alimentação, Sindicato da Saúde, Secothur, DCE, UAC, Fórum em Defesa da Água e do Saneamento, Educadores em Movimento, Coletivo Juntos, MES/PSOL, Trabalhadores e trabalhadoras de Rua, Associação de moradores do Loteamento Dom Ivo, Associação de Moradores da Vila Schirmer, Associação de Moradores do Bairro Uglione, Associação de Moradores Zilda Arns, Associação de Capoeira de Rua Berimbau, Consea, Projeto Esperança Cooesperança, Ara Dudu, Sintel, Sintec Associação dos Moradores da Estação dos Ventos, Associação dos Moradores do Alto da Boa Vista,  NIIJ/Rápidos/UFSM, Atens e Sindicato dos Metalúrgicos. Os partidos políticos do PT, PSOL, PCdoB, PSTU, PCB E PRC também integraram o ato.

As atividades foram desenvolvidas respeitando todas as orientações de distanciamento controlado e higiene, para evitar o contágio pelo Coronavírus.

Veja mais fotos do Ato Unificado

 

Com informações: CUT Centro RS e Diário de Santa Maria
Fotos: Ciro Oliveira, Cristina Haas e Loiva Chansis

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *