Estudante comemora vigésimo segundo aniversário doando sangue com amigos

A Assufsm postou na quarta-feira (06) o pedido que circulava nas redes sociais do Hemocentro Regional de Santa Maria: doadores de sangue de todos os tipos, principalmente O Negativo (O-) (veja a notícia aqui). O setor de comunicação também conversou com a Coordenadora Geral do Hemocentro, Sandra Mara da Silveira. Ela reforçou o pedido de doações de sangue nessa época do ano. Além disso, ela nos contou que em dezembro de 2020 a instituição recebeu uma doação de grupo muito especial.

“A Elísia nos procurou para doar sangue no dia do seu aniversário, junto de um grupo de amigos. Uma comemoração atípica e que fez a diferença para o Hemocentro”, afirma Sandra.

Nós fomos em busca da estudante Elísia Ramos, claro que de forma virtual, e ela prontamente nos atendeu. Com 22 anos recém completados no dia 22 de dezembro de 2020, Elísia resolveu comemorar seu aniversário de uma nova maneira.

Você confere todo o depoimento de Elísia clicando aqui embaixo:

FUNCIONAMENTO

Como já publicado na matéria do pedido de doação de sangue, Sandra reforça que todos os tipos sanguíneos são bem-vindos. Mas o tipo O Negativo (O-) é o de maior necessidade de estoque no momento.

“Muitas pessoas nos questionam o porquê de não atendermos pela parte da tarde. Eu explico: de manhã fazemos a coleta de sangues. Mas à tarde, quando o Hemocentro fecha para o público, seguimos trabalhando para processamento e envio do sangue para laboratórios, como Porto Alegre, por exemplo, para termos a certeza de que aquele sangue doado pode ser utilizado pelos hospitais. Esse processo demora em torno de 48 horas. Por isso é essencial termos estoque” reforça a Coordenadora Geral.

Sandra fala ainda sobre os funcionamentos aos sábados.

“Nos questionam sobre as aberturas nos sábados. Pedimos que quem puder somente aos sábados pela manhã, nos procure, nos ligue para que possamos reunir grupos de pessoas a fazer a doação. Além disso, como fazemos um trabalho de ir atrás dos doadores nessa época do ano, anotamos o contato de quem nos informa que só pode ir no sábado e tentamos fazer mutirões de doação”, diz Sandra.

Além disso, a Coordenadora Geral afirma que o Hemocentro Regional é um meio de campo entre doador(a) e paciente.

“Nós gostaríamos muito que a população se conscientizasse da importância da doação de sangue e que isso fosse hábito na vida das pessoas. Hoje é você que doa, mas amanhã pode precisar de doação de sangue. Por isso fazemos esse apelo aos santamarienses, doe sangue”, solicita ela.

Para saber mais sobre a doação de sangue, clique aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *