Encaminhado pela Prefeitura, projeto do Memorial às Vítimas da Kiss é aprovado pelo MPRS

Presidido pelo Ministério Público do Estado (MPRS), Conselho Gestor do Fundo para Reconstituição de Bens Lesados (FRBL) classificou o projeto e deverá repassar R$ 4 milhões para execução do memorial

A Prefeitura de Santa Maria comemora que nesta quinta-feira (13) o Conselho Gestor do Fundo para Reconstituição de Bens Lesados (FRBL), presidido pelo Ministério Público do Estado (MPRS), classificou o projeto do Memorial às Vítimas da Kiss. Ao todo, o FRBL repassará R$ 4 milhões para a execução das obras do Memorial, que será instalado onde funcionava a casa noturna em Santa Maria (Rua dos Andradas, 1.925 – Centro). A aprovação do projeto ocorre no ano em que a tragédia completa uma década.

“Esta é uma construção coletiva. Foram onze votos a favor do projeto, que está estimado em R$ 4 milhões. É uma maneira de trazer mais um gesto de carinho e solidariedade aos familiares das vítimas e aos sobreviventes do incêndio na Boate Kiss. Queremos transformar aquele espaço onde funcionava a boate. Queremos tirar a dor e levar amor e carinho. Desfazer a ruína e construir a memória”, salientou o prefeito Jorge Pozzobom ao saber da aprovação do projeto pelo FRBL.

O presidente da Associação de Familiares de Vítimas e Sobreviventes da Tragédia de Santa Maria (AVTSM), Gabriel Rovadoschi Barros, ficou feliz em saber da classificação do projeto do memorial pelo MPRS.

“É algo muito positivo, porque buscamos há muito tempo o memorial e tratamos com grande seriedade. Também esperávamos um momento coerente e no tempo certo para isso acontecer e, acreditamos que este ano, que marca os 10 anos do incêndio, é muito propício, até para impulsionar a justiça. A gente recebe esta notícia de maneira muito positiva pelo potencial que o memorial tem de transformação, não só para nós, enquanto familiares e sobreviventes, mas também para a cidade como um todo. Nosso propósito é que faça parte da rotina da cidade a nossa história e que não fique isolado só à mídia, ou às ações da AVTSM. Até porque é uma história que diz respeito a todos”, comenta.

A busca pelo Memorial às Vítimas da Kiss ocorre desde 2013, ano em que aconteceu o incêndio na casa noturna e que resultou em 242 mortes e mais de 600 sobreviventes. Contudo, em janeiro deste ano, o prefeito Jorge Pozzobom e o vice-prefeito, Rodrigo Decimo, levaram o projeto do memorial ao governador Eduardo Leite, em visita ao Palácio Piratini. Na ocasião, explicaram ao chefe do Executivo estadual que o projeto aguardava apreciação do Conselho Gestor do Fundo para Reconstituição de Bens Lesados. 

Além disso, em 27 de janeiro, Pozzobom e Decimo assinaram termo de compromisso para a construção de memorial onde funcionava a Boate Kiss, durante as homenagens às vítimas e sobreviventes da tragédia, na Praça Saldanha Marinho. O projeto do memorial está estimado em R$ 4 milhões, valor aprovado e que deverá ser repassado pelo FRBL.

COMO SERÁ O MEMORIAL
O projeto arquitetônico, que foi escolhido por meio de um concurso do Instituto dos Arquitetos do Brasil (IAB-RS), prevê um jardim naturalista circular de flores e um auditório. À sua volta, 242 pilares de madeira, cada um representando uma vítima da tragédia. 

À época em que o projeto foi aprovado, o vice-prefeito Rodrigo Decimo era o presidente da Câmara de Comércio, Indústria e Serviços de Santa Maria (CACISM), e participou ativamente na escolha do vencedor do concurso. 

Texto: Secretaria de Comunicação
Prefeitura Municipal de Santa Maria

Postagens recentes

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *